domingo, 29 de abril de 2012

Passou

Você não viu, mas hoje fez um sol lindo no início da manhã, choveu no final da manhã e à tarde o sol voltou a brilhar.

Você não viu, mas desde cedo um monte de gente ficou pensando em você. 

Você não viu, mas o céu hoje à noite estava aberto, cheio de estrelas e uma lua crescente que convidava ao amor. Fazia um pouco de frio, mas era o vento de otono. Adoro esta época do ano.

Você não viu, mas veio um monte de gente para te ver. Até gente que não te conhece estava lá.



Descanse em paz. 



PS - Obrigada por ter me dado um dos meus melhores amigos.

Por hoje // Por hoy

Acordei hoje com febre, dores pelo corpo, nariz entupido e respirando fundo buscando um pouco de ar. 

Lá fora o sol estava brilhando, pássaros em uma algazarra enorme, gente conversando e rindo nas casas ao lado, telefone tocando e meu pai cantando pela casa.


Ninguém precisa de nenhuma permissão para ser feliz.


-----




Me desperté hoy con dolores por todo el cuerpo, fiebre, nariz atascado y respirando fondo a buscar un poco de aire.

Afuera el sol brillaba, pájaros juzgando, gente hablando y riéndose en las casas alrededor, teléfono sonando y mi padre cantando por la casa. 


Nadie necesita permiso para ser feliz.






segunda-feira, 23 de abril de 2012

Doação de livros // Donación de libros


É o seguinte

Vou participar de um projeto que achei muuuuuuuito legal. Chama-se: Liberte um livro.

O projeto original (resumidamente) consiste em “libertar” um livro em um ponto da cidade. Um ponto de ônibus, um banco de praça, etc. tomando cuidado sempre de colocar uma mensagem nele informando que ele não está perdido. Que era seu e vocês dois passaram bons momentos junto e por isso você decidiu doá-lo para que, quem o tivesse em mãos pudesse ter tão bons momentos também.

MAS, eu morro de dó de deixar livro por aí. Mais ainda sabendo que ele pode ficar durante dias e dias à disposição das intempéries do tempo e se foi um livro que eu gostei muito, é ainda pior.

Então, durante esta semana quem tiver interesse em receber um livro meu(do meu arquivo pessoal, não escrito por mim), enviem-me um e-mail que na quinta-feira , dia 26/4/2012, vou fazer um sorteio (caso mais de uma pessoa demonstre interesse no mesmo livro) de um livro em português e outro em espanhol.

------
Español

Voy a colaborar con un proyecto que me gustó mucho. Se llama: Liberta a un libro.

El proyecto original consiste en “libertar” a un libro en un lugar cualquiera de la ciudad. Una parada de autobús, un banco de plaza, etc. teniendo el cuidado de siempre poner un mensaje diciendo al que lo encuentre que el libro ése no está perdido. Que era tuyo, que tuvieron muchos momentos alegres y que, por ser así, has decidido donarlo para que otras personas también pudiesen disfrutarlo.

PERO, me pongo triste sólo en pensar que un libro anda por ahí, sin cariños y disponible a las intemperies del tiempo.

Entonces, durante esta semana, el que quiera recibir un libro mío(de mi archivo personal, no escrito por mí), me envíen un e-mail porque día 26/4/2012, será sorteado (caso más de una persona quiera el mismo libro) de un libro en portugués y otro en español.

Abajo las sinopsis de los dos libros:



Nome do livro em português: Noites na Taverna.
Autor: Álvares de Azevedo
Resenha: Noite na Taverna é uma narrativa (novela ou conto) construída em sete partes, contendo epígrafes e os nomes de cada personagem, como subtítulos, antecedendo as narrativas, contadas em uma taverna. Há, na última parte, o entrelaçamento da história de Johann e de alguns personagens.
Mais do que pelos elementos romanescos e satânicos que a condimentam (violentação, corrupção, incesto, adultério, necrofilia, traição, antropofagia, assassinatos por vingança ou amor), a obra impõe-se pela estrutura: um narrador em terceira pessoa introduz o cenário, as personagens, a situação, e praticamente desaparece, dando lugar a outros narradores - as próprias personagens, que em primeira pessoa contam, uma a uma, episódios de suas vidas aventureiras.
Na última narrativa, a presença física (na roda dos moços) de personagens mencionadas em uma narrativa anterior faz com que todo o ambiente fantástico e irreal dos contos se legitime como  verídico.
Noite na Taverna, obra escrita em tom bastante emotivo, antecipa em vários aspectos a narração da prosa moderna: a liberdade cênica, a dupla narração e suas confluências, a mistura do real ao fantástico conferem atualidade à obra, apesar de toda a atmosfera byroniana.

 
Nombre del libro en español: Inés Del Alma Mía.
Autora: Isabel Allende
Sinopsis: Esta novela está basada en la vida de Inés Suárez, una mujer extremeña cuyo esposo, Juan de Málaga, viaja al Nuevo Mundo en el s. XVI en busca de El Dorado. Años después ella decide ir en su búsqueda. Cuando recibe la noticia de que su esposo ha fallecido, se une al grupo de conquistadores que pretenden llegar a Chile. La fuerza de Inés le ayuda a sobrevivir ante todo tipo de percances: el viaje en barco, su llegada a Perú y cómo sale airosa de todas las situaciones gracias a sus habilidades femeninas mezcladas con un espíritu masculino. La parte más épica es la que se centra en el instinto de supervivencia cuando se lleva a cabo la travesía hasta Chile y cómo tienen que reaccionar frente al ataque de los indios mapuche, y la parte más amable es una espectacular historia de amor que tiene como protagonista a Pedro de Valdivia: un hombre ambicioso al que Inés consigue dominar y compartir con él la aventura de la conquista de Chile. La intuición femenina les ayuda a superar muchos percances y el amor entre ambos es tan potente que es inimaginable pensar en una separación. Las aspiraciones políticas de Pedro potenciarán la ruptura entre ambos pero la huella que dejará el conquistador en esta mujer fuerte y valiente perdurará hasta el resto de sus días. Los indios nunca llegan a aceptar que los conquistadores españoles se afinquen en sus tierras. Atacan y saquean Santiago y hay que comenzar de nuevo. Inés no se da por vencida y junto a Rodrigo de Quiroga, que ha sido hombre de confianza de Pedro de Valdivia reconstruyen la ciudad. Nace entre ellos una relación distinta, un amor adulto, que no se puede comparar a la relación de complicidad que había existido entre Inés y Pedro, pero que se traduce en estabilidad y confianza.



PS1 - Envio para qualquer lugar do mundo.  //   Lo envío a cualquier lugar del mundo.
PS2 - Dizer no e-mail para qual livro é o interesse, se o que está em português ou o que está em espanhol.   //   Decirme en el e-mail cuál libro quieres, si el que está en portugués o el que está en español.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Listado


¡Ay vida!

Tengo miles de cosas qué terminarlas y ganas ninguna de hacerlo. Pero son necesarias. 

Así que, sigue el listado.

-          Finalizar mis latas de artesanía.
-          Empezar a hacer las otras latas que están en mi guarda ropa.
-          Empezar a hacer los mini libros de recuerdos.
-          Cocinar galletas de maní
-          Arreglar mis cajas de “cosas diversas” que están a los pies de mi cama
-          Donar dos libros a los que tienen ganas de leerlos
-          Escribir cartas a los amigos. Cartas. No e-mails.


Seguramente recordaré otras tantas, pero mientras tanto, para empezarlo, esto ya viene bien.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Vida coorporativa - Update


Continuando o meu texto que foi publicado aqui, falo agora sobre a situação 2.


Toca o telefone. A Secretária linda e maravilhosa atende prontamente e com toda educação do mundo diz PAU-SA-DA-MEN-TE:

- Nome da empresa, Liliane, bom dia!

- Bom dia! Aí é onde??

Pela lógica deveria passar o endereço completo, mas me limito a responder só com o nome da empresa.

Então, em seguida perguntam:

- Com quem estou falando?

Penso em dizer educadamente: Comigo. Mas, prefiro ser mais “polite” e respondo:

- Liliane.

3 minutos depois de atender a ligação é que o assunto realmente aparece.

- Bom dia Mocinha(a estas alturas já esqueceu meu nome – aquele que eu acabei de dizer)! Gostaria de falar com fulano. 

- Está em reunião neste momento. A previsão é de que a reunião acabe às xxh.  O senhor quer deixar recado ou retorna mais tarde?

- Ah... ele está em reunião?!

Vai começar tudo de novo...

Respiro fundo, falo um palavrão para mim mesma e respondo:

- Sim. Foi o que disse. 

- Mas, ele demora? 

Tento manter a calma UMA VEZ MAIS e falo de novo:

- A previsão é de que a reunião acabe às xxh. O Senhor quer deixar recado ou retorna mais tarde?

- Ah... termina às xxh. Não sei se deixo recado ou se ligo mais tarde... O que é melhor?


Que o senhor desligue esta bos** de telefone e só volte a chegar perto de um no dia em que aprender a ser conciso, prático e objetivo.

- Me diz o seu telefone que eu retorno. 



Tento ser uma pessoa boa, mas os outros não colaboram.