terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Meu aniversário.

04/01/15, Belo Horizonte.
 
O aniversário começou normalzinho. Como todo ano, a mãe me acorda (sim, ela me acorda) para me desejar feliz aniversário. Ela quer ser a primeira no dia a me dar um abraço, mesmo que eu já tenha recebido mensagens a noite inteira. 


Eu havia planejado fazer uma festa para meus amigos e primos no sábado agora, dia 10/01. No domingo mesmo, dia 04, todo mundo estava chegando de viagem e estavam com “ressaca de comida”. Não era um bom dia para fazer festa. 


Fui, ainda na parte da manhã, no supermercado em um bairro ao lado de onde moro, para encomendar um bolo. O bolo deles é maravilhoso!!! Mas, chegando lá, a atendente me informa que não poderia ser bolo com rosas ou flores porque a confeiteira que faz essas decorações estava de férias. Consegue imaginar isso? Uma só pessoa para fazer um determinado trabalho. Em pleno ano de 2015!!!!!!


O plano era, encomendar o bolo e os salgadinhos. Eu faria pão de queijo e cachorro quente. Até que, minha irmã chegou de viagem às 16h, passou lá em casa e eu mais ou menos com essa cara:








Não por ser meu aniversário, mas é que gosto tanto de aniversário, mas tanto, que odeio ficar sozinha, sem amigos ou meus irmãos, neste dia. 


Pois então, ela passou lá em casa, me viu com aquela cara e depois foi embora. Assim que ela chegou em casa, me ligou convidando para ir comer uma pizza. Aceitei na hora. Pelo menos a data não passaria batida. Meia hora depois, chega ela, o marido dela com 4 pizzas gigantes e 4 garrafas de refrigerante. Chega também meu irmão mais velho com toda família. 


Óbvio que fiquei sem entender nada, mas enfim. Parte da família estava lá e já adorei. 





TROFÉU MANOTA DO ANO PARA A IRMÃ MAIS NOVA
 

Estávamos todos na sala conversando, inclusive o pai (que quase nem levanta mais da cama), quando chega a minha irmã mais velha com a toda família. A que estava faltando. A minha irmã mais nova levanta correndo, me pega pelo braço e começa a correr para fora da sala e sai gritando: “Anda. Corre... Me ajuda a trazer as coisas lá no carro!”. Fico com cara de “?”, mas, vou. De repente ela para no meio do quintal e me fala: “Ah... esquece. Não era nada não.” Voltamos pra dentro de casa, eu sem entender nada e ela toda sem graça. Ela então chama a minha sobrinha e as duas saem de casa. Quando voltam, estão cheias de balões, confete, bolo, balas delícias, cantando Xuxa(Hoje vai ter uma festa, bolo e guaraná e muitos doces pra vocês...)


Surpresa, surpresa, surpresa! Adorei!!


A explicação para a manota dela é: Ela está tão acostumada a fazer surpresa para as pessoas sempre com a minha ajuda, que no dia em foi para fazer uma surpresa para mim, ela esquece e me chama também. No meio do caminho se dá conta da besteira e “desiste”. Louca!! Rsrsrsrs...


Dia 4/1 e já vai ser difícil superar isso durante o ano! 

 

Com isso tudo, desisti de fazer a festa no sábado que vem, dia 10/01. E meu aniversário foi LINDO!! Com pessoas que eu amo e que me amam. :D








FIM.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cuéntame.