terça-feira, 10 de março de 2015

Dando um boot



Há alguns dias tenho tido alguns problemas com o tal do bloqueio criativo para escrever. Só para escrever porque para pensar e criar histórias(que ficam só na cabeça mesmo), para isso funciona bem. 

Desde que comecei a fazer acupuntura, as coisas melhoraram bastante dentro e fora de mim. Me sinto quase uma Sacerdotisa do Templo de Sobek – Deus Egípcio que rege a paciência e o equilíbrio. A paz reina na terra das 10.000 Maravilhas da Liliane. 

Coincidência ou não, a quantidade de textos se reduziram drasticamente O QUE me leva a refletir que, a maioria do que eu escrevia era uma tentativa de escape, de esvaziar o vazio tão (de saco) cheio daqui de dentro. O desassossego (que não era o do Fernando Pessoa) vinha de uma insatisfação comigo e com o mundo. 

A criatividade que eu tinha pra mim como algo natural era, na verdade, tristeza. 

Junte-se a isso o fato de que comecei este blog com a intenção de treinar o idioma espanhol. Estava aprendendo o idioma e queria porque queria escrever em espanhol em algum lado. E depois de SETE anos... A vontade passou.

O Dr. Paulo sugeriu que durante o tratamento, eu escrevesse sobre como eu estava lidando com as coisas, mas sempre resisti à tentação – até hoje – de falar sobre mim. Sempre acreditei que a minha vida é mais interessante para mim mesma e que aos outros, as minhas outras palavras se bastavam. 
 
Então é isso. Desabafo feito, agora é hora de buscar outras fontes de inspiração. 


Acho que vou aprender a costurar.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cuéntame.