sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Sobre Carinhos





Vamos lá. Está incomodando, então eu vou falar sobre isto. 

Passei no centro da minha cidade ontem para comprar umas coisas que precisava. Terminei e passei em uma lanchonete para comprar 1 pastel. Mas, foi 1 pastel mesmo! Juro!

Até aí, tudo bem, tirando a minha mania de regime, mas o caso não é este. 

Chegou um menino de uns 7 ou 8 anos perto de mim, com uma caixinha de chiclete e pediu para eu comprar um chiclete dele para “ajudar”. Disse que não e agradeci. O atendente da lanchonete já conhecia o menino, colocou a mão no braço dele e passando a mão de um lado para outro, perguntou se ele estava bem e se queria comer alguma coisa. 

A reação do menino foi surpreendente!

Ele gritou com o rapaz da lanchonete:

- Não me alisa que eu não sou bicho!

E foi embora deixando todos atônitos com estas palavras.

A outra atendente da lanchonete foi a primeira que falou:

- Já é projeto de bandido! Que menino mal educado!

Pronto. Foi a brecha que faltava para aparecerem os juízes de lei.

- Você deveria ter dado um safanão nesse moleque.-  falou um cliente ao atendente.

- Devia era proibir esse moleque de entrar aqui de novo. – falou outro.

- Isso é falta de couro. – Disse outro. 

E as conversas soltas ou entre si continuaram sempre com um tom de julgamento. 

O atendente ainda estava calado, em estado de choque, me olhando pedindo cumplicidade ou um pouco de bom senso.

Não aguentei! Eu já estava na porta, virei e perguntei para as pessoas que estavam na lanchonete:

- Vocês entenderam o que aconteceu aqui? Vocês viram um menino de 7 ou 8 anos que NÃO SABE RECONHECER UM CARINHO! O que para mim, para ele (o atendente) é algo tão natural, para esse menino, isto é uma ofensa! Só Deus sabe o que ele passou para hoje “saber” que bicho pode receber carinho. Gente, não. 

Fui embora arrasada, deixando umas 8 pessoas caladas e com seus pensamento.

Rezei para que alguém/algo pudesse mudar o destino desta criança porque o mundo é um tribunal implacável!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cuéntame.

Ossos do Ofício

Desabafo: Atender telefone É UMA DAS FUNÇÕES da Secretária. Não um passatempo. Se você quer falar alguma coisa...