quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

3 anos faz muita diferença






Provar que te amo?! Sério?!

Passamos por muitas coisas. Passei por muita coisa.

Estava ao seu lado todas e cada uma das vezes que você precisou(e às vezes você nem me queria perto, rs, rs, rs, rs...).

Escutei coisas que se eu fosse uma pessoa diferente do que sou, neste exato momento, não estaria te escrevendo estas linhas. Estaria longe. Bem longe.

Te dei o que tinha melhor. Sem arrependimentos. Um amor incondicional. Aquele não precisa de permissão para existir. Por si só ele é o bastante.

Todas as vezes que te via desanimado, triste com alguma coisa, mesmo nesse tamanhão todo que você tem, eu queria cobrir o mundo com espumas, para que nada pudesse te ferir.

Queria que o azul do céu, não fosse tão cheio de realidade, mas sim um reflexo do que você sentisse por dentro. Sempre um sonho.

Queria que a sua “busca” fosse suave, mas, sei que você dá valor às conquistas. No fogo da existência, eu queria ser a água. Bálsamo. Mas, também sei que não tenho tanta serenidade.

Muitas vezes estava em lugares e sonhava com a sua presença ali. Queria te ter perto. Queria eternizar cada momento em que estava com você. E de certa maneira eu fiz isso. Na minha memória e agora nestas palavras.

E mesmo querendo tantas coisas, eu nunca quis “ter” você.

Sabia, cada vez que você “dava um tempo”, que não estava sozinho. E minhas madrugadas eram sempre cheias de mim. Minha companhia.

Um dia você resolveu ir embora. E foi. Simples assim. Viveu, amou, sorriu, chorou, VIVEU... Deu seu tempo e recebeu o de alguém. Tem coisa mais bonita que isso? Doar o tempo para aprender. De uma maneira ou de outra. 


Vivemos muitas coisas. Nós temos... eu tenho muita coisa ainda para fazer na minha vida, mas uma delas, não é provar que te amo. Porque desde que te conheci é uma das melhores coisas que sei fazer.



Te amo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cuéntame.