quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Fica assim então




Eu escrevo quando estou triste ou alegre. Desapontada ou orgulhosa. Desesperada não. Só consigo chorar. Não que isso vá fazer diferença na minha vida, escrever ou não, ou na vida das outras poucas pessoas que passam por aqui. Transformar em letras meus sentimentos, embora sempre uma maneira meio purinha, sabe? Com um pouco de medo de insultar alguém ou arrumar confusão atoa.

Hoje tenho me notado um tanto quanto  alheia à certas coisas e pessoas. Um torpor digno de uma felicidade anunciada.

Fica assim, então.




2 comentários:

Cuéntame.