terça-feira, 5 de março de 2013

Sinais



 
- É amor sim. Ele te ama, sua boa. Com certeza. 

O diagnóstico foi dado pela amiga dentro do ônibus, fechando uma segunda-feira de março, mas sem as águas. 

- Sei não.

- Claro que é amor sim. Eu tenho certeza. Tudo, tudo o que ele faz indica isso. 

- Sei não. Pode ser culpa. Culpa por estar fazendo comigo coisas que depois vai se arrepender. A culpa veio antes.

- Deixa de ser boba!!! Quem não ama, não se preocupa com a outra pessoa. Não liga. Não manda flores. Não leva para comer fora (????). Não dá presentes. Tudo isso “é” coisas que a gente percebe. Que a gente sente. Certeza!

- Sei não. 

- Menina. Estou te falando... Certeza!!!

- Sei não...






Notas da ouvinte: 


- Uma com certeza de tudo e outra com certeza de nada. Imaginem as duas dentro de uma só pessoa.

- Nunca pensei que fosse tão difícil convencer alguém sobre o amor. Nossa!!!

2 comentários:

  1. o que me chamou atenção é que uma sabe de muito mais coisa sobre o namorado da outra que a própria outra. pra usar as palavras dela mesmo: sei não... pra usar as minhas palavras: tem coisa aí.

    ResponderExcluir
  2. Tem não sô. É coisa que puseram na sua cabeça. :-)

    Bjs

    ResponderExcluir

Cuéntame.