segunda-feira, 4 de março de 2013

Sobre putas tristes

Não querendo plagiar Gabriel García Márquez, mas eu ia escrever, aliás, até comecei a escrever sobre putas tristes. 

Mas, então, o meu amigo Eder sugeriu escrever sobre putas dramáticas. PORÉM, como ele entende mais deste assunto do que eu, publico aqui (sem a autorização dele, claro) o seu texto na íntegra.






"... o que eu entendo sobre putas dramáticas: aquela mulher que dá pro vizinho, pro porteiro, pro entregador de gás, pro entregador de água, pra sindica lésbica no elevador... vc chega em casa ela quer dar mto pra vc mas vc só dá uma e ela reclama que vc não ama mais, que vc não gosta mais, que vc tem milhares de amantes por aí e chora dizendo que quer se matar... "





Nem me perguntem como que esse assunto começou. :-)







Photo: Ruero

3 comentários:

Cuéntame.