segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Propensa a ter gente feia na vida








“- Nossa!! Trinta e cinco anos e ainda não se casou? Não tem filhos? Nossa!! Você deve ser uma pessoa bem infeliz!!”




Coisas que a gente deveria ignorar, mas esse DNA de Hades que trago comigo não me deixa manter a paz mundial.





- Já que você provavelmente fez este comentário baseado na vida que você tem... Não, minha linda. Não casei. Não tenho filhos. Não conheço as alegrias de sentir um mini ser sendo gerado na barriga. Não conheço as alegrias de amamentar esse mini ser, metade você e metade seu marido. Na verdade acho que ele é mais 80% seu marido. Bom para ele, né?! O caso é que, ao contrário de você, não sei o que é ter a felicidade de ter um filho para chamar de seu, de cuidar, de criar e, se supõe, dar educação – o que muita gente não leva muito a sério. Fato é que não sei também a sensação de ter que chegar em casa cansada e ter que ir para o fogão fazer o jantar, verificar “Para Casa” de filhos, colocar a roupa de molho e/ou passar outras tantas já que seu marido não é muito de te ajudar em casa, como você muitas e muitas e muitas vezes já nos contou. Posso continuar? 


- ... Sim... Acho...


- Ótimo. Não sei o que é ter que me preocupar com o aluguel ou a prestação de um apartamento no fim do mês. Não sei o que é ter que preocupar com a matrícula ou se a escola do filho aumentou. Se ele está doente, está sofrendo bullying ou se é pirraça mesmo, como é o caso do seu. Podia continuar com as maravilhas de ter um casamento como o seu. Mas, já que estamos falando sobre a minha felicidade... Te digo que apesar de não ter toda essa “alegria” que descrevi acima, eu tenho tantas outras experiências de muitos outros caminhos que caminhei. Eu, por exemplo, viajei. Viajei muito. E quero viajar muito ainda. Viajei para lugares incríveis. Conheci gente mais incrível ainda. Conheci gente que até hoje faz parte da minha vida e temos uma relação que você talvez nunca tenha tido com suas irmãs. Conheci lugares que quero voltar. Conheci lugares que é para ir só uma vez. (Re)Conheci lugares que nunca tinha ida na minha vida. Conheci gente que amei e amo com um amor mais profundo que dou conta de sentir. Conversei muito. Escutei bastante. Mas, acho que falei mais que ouvi. Comidas, bebidas, de tudo um pouco eu provei. Caminhei muitos caminhos sim. Bem diferentes do seu. Mas, o mais importante é que fiz e faço o meu. Não me enquadro em um estereótipo. Pelo menos penso que não. Agradeço muito sua preocupação com a MINHA felicidade, mas já tem gente cuidando dela há muito tempo. Eu. 


- ...


4 comentários:

  1. mas aposto que ta cheio de pretendentes no seu pé

    ResponderExcluir
  2. Gostaria que houvesse alguma verdade nesta frase. Uma só. Pelo que sei, ninguém anda interessado nesta mineirinha... :-(

    ResponderExcluir
  3. vc que pensa mineirinha...

    ResponderExcluir
  4. E pelo jeito vou continuar pensando já que "ninguém" se revela. :-/

    ResponderExcluir

Cuéntame.