quarta-feira, 28 de março de 2012

Vida coorporativa




Não quero falar das bênçãos e "ossos do ofício" em ser Secretária Executiva. Não agora. Mas, sim de algumas situações do mundo coorporativo que, tenho certeza, muitos já passaram por isso e, gente, dá uma vontade louca de sair correndo, gritando, berrando até que um bombeiro forte e bonito do SAMU nos acalme. 

Seguinte... 1º situação:

Você está na sua mesa de trabalho, executando - bem concentrada, vale ressaltar- suas tarefas e de repente, do nada, como uma entidade, aparece alguém na sua frente e então faz a pergunta demoníaca:

- Bom dia Fulana de tal(sim, eles costumam falar nome e sobrenome)!! Lembra de mim?!

Quando alguém me faz esta pergunta tenho uma vontade louca de levantar, cruzar os braços e responder gritando com outra pergunta:

- Por quê eu deveria?!


Queridos anônimos insignificantes da vida coorporativa: NÃO FAÇAM ISSO COM AS PESSOAS! É feio! Papai do céu não gosta disso! Nem a gente. Colocar as pessoas em situação tão difícil não é educado. 

Pelo amor de Deus!

Você faz idéia de quantas pessoas diferentes cruzam nosso caminho profissionalmente TODOS OS DIAS solicitando demanda e/ou atenção?  Além destas pessoas, você faz idéia do volume de trabalho que temos para resolver?! Mais ainda, temos vida fora do trabalho para lembrar-nos de aniversários de primas, primos, irmãos, sobrinhos, amigos; fazer compra, pagar contas, colocar gasolina no carro, levar o bichano para tomar banho, fazer academia... É muita coisa que o cérebro tem para processar do que ficar lembrando-se de alguém que vimos durante 1 minuto, 11 meses atrás. Infelizmente ou felizmente ele(o cérebro) é seletivo e VOCÊ não é uma prioridade.


Piores são os 30 segundos posteriores à pergunta. Passamos este tempo emitindo grunhidos que não são necessariamente uma comunicação:

- Huuuummmmmmmmmmmmm... Ééééééééééééééé... nããããããããããão... ai, ai... noooooooooooooossa...


“Achegue-se” cumprimentando, mas já diga claramente e pausadamente seu nome e sua empresa. Nós não estamos querendo saber a sua árvore genealógica. É só nome e empresa. Certeza que você será lembrado uma próxima vez por esta atitude tão simpática e educada.
 

Ah! Pode trazer flores também. Têm um efeito incrível no cérebro! 

2 comentários:

  1. já perguntei isso pra uma professora. ela disse NÃO. simples assim.

    ResponderExcluir
  2. Pois é... simples demais. A gente precisa inventar alguma coisa mais sofisticada para tentar colocar o inoportuno na mesma situação. :D

    Bjs

    ResponderExcluir

Cuéntame.