quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Síria

Quase três semanas para escrever este texto. Chorei em cada tentativa de terminá-lo. Chorei a cada revisão de texto. E as lágrimas insistem em cair... 



Não sei bem por onde começar por se tratar de um assunto nada delicado, levando em conta que guerra nunca é delicada.


Usarei um livro lindo e muito conhecido para contar o que está acontecendo na Síria nos dias atuais. 


O Profeta

Gibran Khalil Gibran

“Como poderei ir-me em paz e sem pena? Não, não será sem um ferimento na alma que deixarei esta cidade." 





Fala-nos do AMOR
O amor nada dá senão de si próprio e nada recebe senão de si próprio.

O amor não possui, nem se deixa possuir.

Pois o amor basta-se a si mesmo.







Fala-nos dos FILHOS
Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas; pois suas almas moram na mansão do amanhã, que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.




Fala-nos das HABITAÇÕES
Vossa casa é o vosso corpo mais amplo.
Não morareis em tumbas feitas pelos mortos para os vivos.




Fala-nos do CRIME E CASTIGO
Freqüentemente, tenho-vos ouvido falar daquele que comete uma ação má como se não fosse dos vossos, mas um estranho entre vós e um intruso em vosso mundo.
Mas eu vos digo: da mesma maneira que o santo e o justo não podem elevar-se acima do que há de mais elevado em vós, assim o perverso e o fraco não podem descer abaixo do que há de mais baixo em vós.





Fala-nos da LIBERDADE
Às portas da cidade e em vossos lares, eu vos vi prosternar-vos e adoras vossa própria liberdade...

 



Fala-nos da AMIZADE
E na doçura da amizade, que haja risos e o partilhar dos prazeres. Pois no orvalho de pequenas coisas, o coração encontra sua manhã e sente-se refrescado.





E na DESPEDIDA
É a vida à procura da vida em corpos temerosos da sepultura. Não há sepulturas por aqui.

Estas montanhas e planícies são berços e alpondras.

Cada vez que passais pelo campo onde enterrastes vossos antepassados, olhai bem e vereis avós e a vossos filhos dançando de mãos dadas.











Síria,
Lá, até a morte chora.







Fotos:
Agência Reuters

2 comentários:

  1. tem um pouqinho de syria em todo canto do universo.

    ResponderExcluir
  2. Tem sim. Mas, até a morte já está conformada. Coisa horrível, Eder!!!

    Fico muito triste com tudo aquilo. A vida valendo um nada. :´(

    ResponderExcluir

Cuéntame.