sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Ela se perguntava o que fazer com aquela raiva toda dentro dela. Quase tão física que queimava a barriga. Apesar de saber que procurou tudo aquilo por livre e espontânea vontade, ela sabe que no fundo, no fundo, ela não merece. 

Acredita que a raiva maior é essa: Ela sabe que merece. 

Não sabe em que momento perdeu a inteligência e enfiou a prudência no rabo (parafraseando o amigo).

Não sabe em que momento deixou de se amar assim.

Não saber onde exatamente errou era a pior coisa para ela. Poderia cometer o mesmo erro de novo e sem se dar conta disso.


Há duas músicas que ela insiste em escutar em dias assim: Careless Whisper e Lady in Red. Porque se é para sentir pena de si mesma e ser a mais dramática dos seres vivos... que seja brega também. 

 Igual a este texto. 
 
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cuéntame.