segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Sobre a Liliane (eu)

Mánuméacosamarlindadomundoessemeuamigo????





sobre a liliane


uma vez ouvi dizer que tudo em belo horizonte era legal. não sei se tudo é tão legal assim por lá. mas lá tem uma pessoa que é absolutamente foda! tudo nela é foda! o jeito que nos conhecemos, a identificação e sincronicidade que rolou, o respeito e carinho que nasceram, a intimidade que não se limitou pela distância.



a gente se ama. e muito.



eu já disse um monte de vezes e vou continuar dizendo, embora ela não vá dizer tanto quanto vai pedir desculpas por isso porque, ao que parece, só ela sabe o que sente e nem é tão boa com palavras. às vezes o que cala consente. é bem melhor do que se confundir. ela é o tipo de pessoa que só de existir faz do mundo o lugar que eu quero viver, porque com ela ali, o mundo é melhor. não só confortável e bonitinho, mas é o lugar que me faz merecer a vista pra linha do trem, o tiozinho que vende pastel na esquina, a padaria que faz o pão de queijo mais mais de toda a via láctea. ela é a prova viva que uma alma não reconhece distância, nem limite, quando se trata de se fazer presente. ela é aquela pessoa que vai rir, das minhas piadas sem graça, a risada mais graciosa que alguém pode rir ou admirar.



ela é do tipo que não mede palavra, nem situação, nem cabimento. ela escreve cartas e me manda com adesivos de coração e ursinho, e de um jeito estranho aquilo não parece brega e cafona. ela me faz sentir cuidado e atendido. é pra ela que eu mando algumas matérias que acho interessante, e fico esperando ela responder pra saber se gostou. pra saber, pela ordem das palavras que ela responde, se ela tá alegre, feliz, preocupada, puta da vida, e tentar mandar de volta um conforto ou esse tipo de carinho retardado que de um jeito estranho ela entende. 



ela é a inspiração pra qualquer simples frase que eu escreva. ela é, inclusive, a pessoa que vira personagem principal na minha história. ela é exatamente a história perfeita. é pra ela que eu me encho de coragem pra dizer o que sinto, e pra dizer que tipo de coragem eu vejo nela. ela é a pessoa pra quem eu, mesmo não acreditando definitivamente em deus, rezo e peço toda noite de todo dia, do meu jeito e com todas as minhas forças, desejando que ela encontre e consiga tudo o que quer. e que ela seja feliz. é ela que me deixa um tanto assim perplexo, tranquilo e recompensado.



às vezes a gente não se entende. às vezes, na maioria das vezes, ela me entende menos do que acho que ela gostaria. a gente já ficou dias se falando quase que todo o tempo e outros tantos sem se falar um minuto sequer. a gente já passou por momentos bem alegres, e também por momentos bem tensos. a gente já passou por mal-entendidos, e também por entendidos indiretos. esses bem divertidos e até sacanas e safadinhos. 



uma vez ouvi dizer que tudo em belo horizonte era legal, mas aposto que a pessoa que disse isso não conheceu a liliane.



cariño, você talvez não saiba ainda, mas é o meu tilt. você vai precisar assistir detona ralph pra entender. 



te amo,



feliz aniversário!




Roubei do blog do Eder.

2 comentários:

  1. alguém lá no fb disse que vc merecia a declaração. tbm no fb, as pessoas que curtiram o texto quando eu postei são de bh. ainda, a pessoa que me disse que bh é legal não é de bh, nem sequer é mineira. e me disse antes de eu te conhecer. o que isso quer dizer: nada.

    só reafirmo tudo o que eu escrevi e penso como seria bom ter dito pessoalmente.

    ResponderExcluir
  2. É porque BH deve ser mesmo muito legal!!

    Pessoalmente não seria tão emocionante!! Adorei o texto!!! Obrigada!!

    Bjs

    ResponderExcluir

Cuéntame.